dezembro 12, 2006

Guerra brasiliana: ou, “ortotanásia marcial”

Santa Catarina! Só 13% da população naquele Estado é coberta por saneamento básico. São Leopoldo, um dos municípios que mais trata o esgoto no Rio Grande do Sul, alcança 20% e foi notícia nos últimos tempos um “incidente” ambiental que fez vir à tona o verdadeiro desastre dos 20.000 emissários de esgoto doméstico voltados para o rio e das empresas poluidoras e suas licenças ambientais pro forma. Novo Hamburgo, ao lado, trata somente 2% do esgoto. Basta saber que o índice de Santa Catarina é considerado igual ao de países em guerra, como o Iraque (Rádio Gaúcha, 17:05, 12/12/06) para se perceber o absurdo. Lembrar que o trânsito no Brasil mata mais, por ano, que a guerra naquele árido país. Aproveite-se que a discussão sobre a ortotanásia está em alta e faça-se uma reflexão sobre o moribundo gigante adormecido. A mosca do tsé-tsé causa letargia e leva freqüentemente à morte.


Nenhum comentário: